terça-feira, 26 de outubro de 2010 | By: Albicastelhano

Conferência

Dia 23 de Outubro houve uma conferência  no Museu Tavares Proença Júnior chamada  Castelo de Castelo - Escavações Arqueológicas de 1979/84 e de 2000, essa conferência foi-nos apresentada pelo Mestre Carlos Boavida.
Fui mais o meu amigo Kenny, e pensávamos que a Conferência era até ás 21 como nos tinham dito e afinal só durou até 17 e tal porque o Museu tinha de fechar.
É o normal quando nos estamos a borrifar para os outros, preferem dar mais tempo às obras de arte que lá estão expostas que de arqueológico nada têm.
Este museu vai de mal a pior.
Quanto à Conferência em si adorei, aprendi mais algumas coisas, é para isso que servem as conferências não é? E conheci pessoalmente uma pessoa que admiro de seu nome Carlos Boavida.
O Senhor Carlos Boavida em vez de muita gente em Castelo Branco (atenção que o Sr Carlos Boavida não é Albicastrense de nascença) fez  mais pela minha cidade do que muitos albicastrenses, merecia mais consideração da minha cidade.
Aqui em Castelo Branco muita gente fala sobre a nossa história, sobre as escavações que ocorreram no nosso castelo mas não apresentam nada, já o Sr Boavida tenho o descaramento (onde é que já se viu isso) de fazer uma tese sobre Castelo Branco e dar-nos mais informações sobre o que se descobriu e mais algumas achegas sobre a nossa história.
Fazia um apelo às pessoas com poder cá em Castelo Branco, que eu infelizmente não o tenho porque se o tivesse muito mudava nesta cidade, que a Câmara lhe faça a devida homenagem a este grande Sr e lhe pague os encargos que forem necessários para que a sua tese seja publicada.



Algumas das fotos da Conferência, a primeira foto é do Grande Carlos Boavida, a segunda foto é dos Srs Pedro Salvado e João Garrido.


Queria agradecer ao Sr Carlos Boavida por ter utilizado uma imagem deste blog tirada por mim na sua apresentação de PowerPoint OBRIGADO!!!!!!!!!!!!!!!!

4 comentários:

Anónimo disse...

Grande porquê? É da altura ou do quê? Quanto à tese do grande mestre Boavida ela ficou mais pela mediania ou não? Homenagens a trabalhos académicos? Era só o que faltava.

Albicastelhano disse...

Porque realizou um trabalho sobre Castelo Branco, ñ sendo de cá.
Porque ficou mediana?
Porque ñ uma homenagem, tipo publicação da sua tese pla Câmara

Kenny disse...

Eu não li - porque não tenho acesso - a referida tese, mas gostava de saber qual é o mal de 'homenagens a trabalhos académicos'.

Sou capaz de cabeça de citar projectos académicos, na minha área, que se tornaram base logística e técnica de certas vertentes dessa área.

A empresa Apple começou como um projecto académico, o PC-DOS que iria impulsionar a Microsoft era inicialmente um trabalho académico - acabou por ser vendido à IBM -, o Google era um motor de busca académico - desenvolvido in campus -, o meu ódio de estimação Facebook também foi um projecto semelhante... há inúmeros exemplos!!!

Na minha área é perfeitamente normal que Teses de Mestrado se tornem realmente importantes a nível internacional, por mostrarem use-cases inovadores ou tecnologias superiores. :)

Anónimo disse...

Realmente não compreendo o problema da frente anónima que por vezes invade a blogosfera.

Neste caso, em particular, não percebo qual é o problema em assinar o que escreve. Nem medo de que consequências? Ou é só inveja de não ter pensado no assunto antes?

A tese ficou pela mediania?
Por acaso sabe do que fala?
Conhece os motivos que levaram o júri a aprová-la?
Sequer viu ou leu a tese?

Senão tem resposta satisfatório para estas 4 simples perguntas, remeta-se ao silêncio que mentes "brilhantes" como a sua não fazem falta nenhuma a este país.

Carlos Boavida

P.S. Não, não sou grande. Tenho um 1,70m e pouca paciência para quem só sabe dizer mal do trabalho dos outros sem nunca ter feito melhor.

Enviar um comentário